quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Passado

Sentir-se passado. Apesar de o presente estar vivo em si, para alguns somos passado. Já não somos mais o que o futuro espera, mas apenas algo que se foi com o vento. O outono de uma história é aquele que ainda vibra com o que foi e já não quer mais ser. A pessoa, no presente, torna-se passado. E assim se sente: à margem do que agora é, já não pode mais ser sem o que foi.

2 comentários:

Punk Kätze disse...

Falou tudo.

Isabela Leite disse...

ah, luh... Como são difíceis as coisas...